A fotografia analógica existe há 170 anos. O curso visa proporcionar ao participante uma imersão entre filmes, químicos, espirais, ampliadores e cópias em papel à base de prata. Todas as etapas da produção, desde a captura até a ampliação de cópias finais serão vivenciadas.

Com um misto de teoria e prática, durante os quatro encontros do curso, o frequentador será capacitado a compreender como a fotometria determina a qualidade da luz e sua influência na cópia final. Em paralelo exercitará o fotograma (fotografia sem câmera), a revelação de filmes, as provas de contato, faixas de teste e cópias de trabalho.

 

Haverá uma saída fotográfica em grupo! Sairemos a pé, passando pela feira livre, Beco do Batman e ruas do bairro. Uma experiência prática com a luz do dia pelas ruas da Vila Madalena. 

redescobrindo a fotografia analógica

Permita-se encantar pela experiência de manipular, revelar e ampliar seu próprio filme!

 

orientação: Ricardo Hantzschel

quando: 4, 11, 18 e 25 de julho - quintas feiras

carga horária: 15 horas
que horas: das 19:30h às 22:30h

saída fotográfica: 6 de julho- sábado das 10:30h às 12:30h

faixa etária: a partir de 14 anos
onde: Rua Purpurina, 315 – Vila Madalena
para quem: interessados em fotografia que buscam aprimorar seus conhecimentos na área de fotografia analógica

pré-requisito: possuir noções básicas de fotografia e câmera analógica
quanto: R$ 990,00 à vista ou 3 x R$ 330,00 (todo material necessário está incluso no valor)

 

maiores informações: cidadeinvertida@gmail.com ou 3031-0092

Ricardo Hantzschel é jornalista formado pela PUC-SP e pós graduado em Fotografia e Mídia pelo Senac-SP é fotógrafo profissional há trinta anos. Foi docente do ensino superior, foi professor do Bacharelado em Fotografia do Centro de Comunicação e Artes do Senac, desenvolvendo e ministrando disciplinas na Graduação e Pós Graduação de 2000 à 2015. Em 2014 conquistou o Prêmio Funarte Marc Ferrez, com o ensaio SAL, trabalho exposto posteriormente no Instituto Tomie Ohtake, SP e na Bienal de Florença, Itália, ambos em 2015. Em 2003 foi vencedor do prêmio Porto Seguro de Fotografia, com o ensaio Cidade Múltipla, trabalho que conquistou também o edital da Caixa Cultural Sé em 2010. Figura no acervo do Museu de Arte Moderna de São Paulo desde 2001 com o ensaio Cidade Casual, trabalho exposto no Museu da Imagem e do Som em 2000. Desenvolve o projeto educacional em linguagem visual Cidade Invertida desde 2006.

cidadeinvertida@gmail.com       (11) 3031-0092       Rua Purpurina, 315 - São Paulo, SP 

  • Facebook - Black Circle
  • YouTube - Black Circle
  • Instagram - Black Circle