top of page

Nesta oficina utilizaremos um material sensível precursor da fotografia, como alternativa para nos expressarmos visualmente, combinando fotogramas, transparências digitais (disponibilizadas) e diferentes viragens, que possibilitam mudar o azul característico do cianótipo em outros tons.

 

Faremos também uma contextualização histórica da técnica, mostrando expoentes importantes no seu uso inspirado e, ao final, montaremos um pequeno "livreto" com a produção de cada um. Ao final, os participantes vão levar um kit de soluções para continuar suas experiências em casa.

Cianotipia além do básico

image_6483441 (19).JPG
image_6483441 (11).JPG

orientação: Ricardo Hantzschel

carga horária: 5 horas

quando: dia 15 de Junho de 2024

que horas: sábado das 9h às 13h30 

faixa etária: a partir de 14 anos
onde: Rua Purpurina, 315 – Vila Madalena
para quem: interessados em fotografia que buscam aprimorar seus conhecimentos na área de fotografia

pré-requisito: possuir noções básicas de fotografia.
Investimento: R$ 450,00 à vista ou 2x R$ 248,00 ou 3x R$165

(todo material necessário está incluso no valor)

mais informações: (11) 91716-2828 ou cidadeinvertida@gmail.com

Não pode participar nesta data? Entre em contato pois oferecemos cursos personalizados, em duplas ou particulares.

Ricardo Hantzschel é mestre em Artes Visuais pela Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP) e Pós-graduado em Fotografia e Mídia, pelo Centro de Comunicação e Artes do Senac (2000), fez sua graduação em Comunicação Social com habilitação em Jornalismo, pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-­SP. Foi docente do Bacharelado em Fotografia do Centro Acadêmico Senac ministrando disciplinas na Graduação e Pós-Graduação entre 2000 e 2015. Com sua produção autoral em fotografia teve, entre outras, duas conquistas nacionais: o Prêmio Funarte Marc Ferrez (2014) e o Prêmio Porto Seguro de Fotografia, (2003).

Idealizou e coordena a ação cultural em linguagem visual Cidade Invertida entidade sediada em São Paulo, mas com forte caráter itinerante desde 2006, com atuação em entidades da periferia, faculdades, museus e eventos fotográficos. O projeto foi premiado em 2019 pelo primeiro edital de criação e exposição fotográficas da Secretaria Municipal de Cultura/SP; reconhecido em 2010 através do Prêmio Comgás de patrocínio Sócio Cultural; reconhecido com o mérito cultural em 2008 pela Secretaria da Cultura do Estado/SP e em 2007 pela Secretaria Municipal de Cultura/SP

bottom of page